sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Febre dos Livros

Eu gosto bastante dos vídeos dos Booktubers e acompanho vários religiosamente. O conteúdo dos seus canais é variado e penso que é uma excelente forma de conhecer as novidades do mundo literário e saber o que as pessoas pensam em relação a alguns dos livros que quero ler. No entanto, devo admitir que os book hauls são, sem dúvida, dos meus vídeos favoritos.

Enquanto apaixonada pela leitura e pelos livros, percebo perfeitamente a sensação de ter na mão um livro novo e de estar em pulgas para começar a lê-lo. É uma sensação que se torna viciante e que me leva a comprar mais livros, algo que justifico dizendo que é um investimento na minha cultura, que adoro ler e que livros nunca são demais. No entanto, orgulho-me de ser controlada e de não estar sempre a comprar livros quando tenho mais de 20 à minha espera na estante.

É precisamente essa sensação, esse "vício", que transparece nos book hauls dos Booktubers e essa é uma das coisas que me atrai nesse tipo de vídeos. No entanto, não deixo de ficar surpreendida com alguns dos exageros que vejo. A quantidade de livros que são comprados para ficarem parados numa estante durante meses (por vezes, até mesmo anos) é impressionante, especialmente quando uma boa parte é comprada apenas pela sua capa ou porque são continuações de séries que a pessoa ainda nem começou a ler mas, como tinha o primeiro, acabou por comprar os seguintes (justificando sempre que assim poderá ler tudo de seguida). E é precisamente quando vejo este tipo de coisas que me pergunto se isto já não é ir para além do gosto pela leitura e pelos livros e se não será já um verdadeiro descontrolo. Qual é que é a necessidade de entupir as estantes com livros que apenas iremos ler dali a muito tempo (isto quando chegam a ser lidos) e criar uma pilha de livros a ler que ultrapassa largamente uma centena? 

Apesar de também gostar de ter as minhas estantes compostinhas, gosto mais de pensar que, pelo menos, já li grande parte dos livros que lá estão e que conseguirei chegar rapidamente aos que ainda se encontram por ler. Para além disso, não gosto de comprar livros novos quando ainda tenho outros à minha espera nas estantes porque, muito sinceramente, parece-me um investimento desnecessário. O livro continuará disponível na livraria dali a X meses e por isso não há qualquer urgência em comprá-lo naquele preciso momento e, muito sinceramente, acho que isso até me tem ajudado, porque pensar desta forma faz de mim uma pessoa mais ponderada e faz com que pense melhor no que valerá realmente a pena adquirir ou não. Não vejo a necessidade - ou até mesmo a piada - em continuar a acumular livros que apenas irei ler dali a muito tempo e, para além disso, não me parece que agir dessa forma seja a maneira mais inteligente de gerir o nosso dinheiro ... Gosto de comprar livros, mas prefiro fazê-lo de uma forma mais comedida,  sabendo que dessa forma consigo dar conta do recado e que não acumulo demasiados na minha estante.

Obviamente que isto é uma questão muito pessoal e que cada um tem os seus hábitos e as suas opiniões em relação a este assunto, mas não pude deixar de fazer este pequeno comentário. 

E vocês, o que pensam sobre o assunto? Acham que há limites ou que, no que diz respeito aos livros, devemos deixar-nos levar e aproveitar todas as oportunidades que temos para completar a nossa colecção e alimentar o nosso vício?


12 comentários:

Jose disse...

Considero que sou muito comedido em termos de compras de livros, até porque os que tenho por ler nas estantes - nove livros - são muito poucos relativamente ao que acontece à maioria dos booktubers, mas mesmo assim sinto que devo evitar novas aquisições. Infelizmente, por vezes à tentação é mais forte, seja por promoções ou porque acho que vou ler esse livro muito em breve... E a verdade é que por vezes ficam a ganhar pó...
No entanto, raramente compro as sequelas sem antes ter lido o primeiro. As únicas excepções serão a trilogia do Chaos Walking, de Patrick Ness, e os cinco livros de Percy Jackson, mas ambas foram compras em que aproveitei os preços: o primeiro por ser numa viagem a Londres (evitando assim os portes) e o segundo porque vinham num bookset por 20 libras.
Mas sim, é um vício :P

Ana Costa disse...

Sim, a tentação às vezes é forte, especialmente quado vemos aqueles livros a preços fantásticos e pensamos que não haverá grande mal em comprá-los.

Acho que os Hunger Games foi a única trilogia que comprei logo por inteiro sem saber se também iria gostar. Era uma boxset e como andava com aquela febre, comprei logo tudo.

Mas pelo que vejo até somos relativamente parecidos, não acumulamos muitos livros apesar de assumirmos que acaba por ser um vício ;)

Fiacha disse...

Olá,

Excelente comentário, por acaso tenho imensos livros para ler mas devido a ter adquirido de forma barata, tipo Argonauta e Revista Sábado, onde cada livro custa 1€.

Claro que tenho a sorte de ter parceria com a SDE e recebo livros gratuitos, não quer dizer que não compre, terei que terminar a trilogia do Joe Abencobrie (da 1001 mundos) de resto só se for bons achados.

E muita malta me disponibiliza livros, tenho sorte é verdade :)

bjs e boas leituras

Ana Costa disse...

Olá :)

Ainda cheguei a comprar uns quantos livros nessas oportunidades a 1 euro mas depois cheguei à conclusão que estava a acumular livros que, na realidade, não iria ler porque não me despertavam um grande interesse. Ainda cheguei a deixar alguns desses livros numa banca de livros usados (troquei por outros que lá havia hehe).

Mas no geral tens muita sorte! eheh

bjs e boas leituras

Fiacha disse...

Olha que em relação à Revista Sábado ou me engano muito ou fizeste mal, tem livros muito bons mesmo e ainda podem ser comprados ;)

Da Argonauta tambem tens boas coisas, mas é mais fantasia e FC

bjs e boas leituras

Ana Costa disse...

A Sábado ainda chegou a ter uma coleção de livros que eram muito estilo Código DaVinci. Foi quado publicaram a Regra de Quatro e outro livros desse estilo e esses acabei por dar todos. Aquela coleção da Sábado com os livros mais clássicos, estilo O Padrinho e O talentoso Mr. Ripley ainda comprei uns quantos.

Boas leituras

Mónica Silva disse...

Adorei o teu texto!
Na verdade, quem me dera ser tão ponderada nas minhas compras. Confesso que a minha lista de livros por ler é enorme mesmo, nem sei bem o número porque receio contá-los :/
Mas concordo plenamente com a tua perspetiva, acho um exagero o número de livros que tenho acumulados nas estantes e por isso este ano estou a tentar fazer um esforço em não adquirir mais livros (principalmente por uma questão financeira mas também de gestão do espaço)... Até agora tenho cumprido bem mas já me desgracei com a promoção da Editorial Presença! Mas vamos fingir que estes não contam :p

Ana Costa disse...

Obrigado Mónica ;)

Também tive uma altura em que comprava muitos livros, demasiados até, e em vez de ter vontade de lê-los, acontecia-me precisamente o oposto. A minha vontade de lhes pegar era cada vez menor, mas também não tinha coragem de comprar mais por já ter muitos acumulados. Resumindo, acabei por ler ainda menos nessa altura.

Pois, este concurso da Presença veio desgraçar alguns planos. Eu aproveitei para pedir um hehe mas pronto, isto foi uma situação pontual, por isso não te preocupes ;)

Carolina disse...

Achei o teu comentário bem interessante! :)

Eu não sou muito comedida na compra de livros... Tenho uma wishlist e sempre que vejo um livro em promoção dessa mesma lista, não hesito em comprar... Acabo por armazenar muitos livros em "stock" e não consigo ir escoando, ou seja, as compras são sempre maiores que as leituras... :/
É um hábito que quero muito melhorar este ano!! :D Consegui resistir e não comprei nenhum livro na promoção da Presença!!!! :D

Beijinhos!

paginasencadernadas disse...

Considero-me culpada ;p
E é por isso que entrei numa book buying ban que só vou quebrar na FLL porque há livros que quero e ficam mais baratos na Feira x)
Mesmo assim, após ter começado a ban já fiz 2 hauls. Em minha defesa foram prendas, Campanha da Presença e livros ganhos em passatempos (obrigada, obrigada! *adoro receber livros à borla*)

Concordo contudo com o teu ponto de vista e é algo que me começa a pesar na consciência

Ana Costa disse...

Hey meninas

Obrigado Carolina :) Sempre conseguiste mais do que eu, que acabei por encomendar um livro da Presença xD Eu também costumava aproveitar as promoções todas, mas agora ando a ver se me controlo mais. Ando a fixar metas de leitura para não me deixar levar ;)

Lol Cata então até tiveste uns book hauls mais económicos, por isso até é bom. Eu por acaso já não sou muito de aproveitar a feira do livro, a não ser que seja para comprar algum livro em específico que já há algum tempo que procurava e que lá está a um preço fantástico.

Bjs

paginasencadernadas disse...

Eu desisti da do Funchal, mas acho que vou aproveitar a de Lisboa. Tenho que ver os preços!

Enviar um comentário